CARTA DE ERASMO A THOMAS MORUS




"Por isso me admira ainda mais a delicadeza das orelhas de hoje, que só conseguem suportar títulos solenes. Em alguns, pelo contrário, encontrar uma religião tão distorcida que estão mais dispostos a perdoar as mais graves ofensas contra Cristo do que a menor ironia contra um pontífice ou príncipe, sobretudo, quando entram em jogo o amor-próprio, seus interesses particulares.

(...) São Jerônimo chegou a usar palavrões" (Erasmo de Rotterdam, Elogio da Loucura)







Fé, História, Filosofia e Literatura

About this blog

Follow by Email

Seguidores

Archivo del blog