MODERNIDADE CORROSIVA


Clique para ler o texto completo (espanhol)

"Desde uma perspectiva teológica cristã, Ratzinger encabeça um movimento teórico que também defende o postulado tradicionalista contra a corrosão de uma modernidade que não conhece mais limites que os que ela se impõe e...frente a essa modernidade que não conhece limites, Ratzingerpostula uma crítica radical. Sem tradição não há nenhum lugar para a razão, afirma. Uma razão sem tradição se converte numa sem-razão." (MIRES, Fernando. El pensamiento de Benedicto XVI, LOM Editores, 2006)


Fé, História, Filosofia e Literatura

About this blog

Follow by Email

Seguidores

Archivo del blog