CARNAVAL NO CATECISMO HISTÓRICO DO ABADE FLEURY, 1769


"(...) é um grande excesso, e abuso dedicar o tempo que chamam de Carnaval a licença que cada um toma de comer e beber em demasia, de jogar e de bailar mais que o restante do ano: costume, que é de todo contrário a intenção e ao espírito da Igreja, a qual começa desde o dia da Septuagésima a excitarnos a penitência, para prepararnos à Quaresma". (Catecismo histórico, abade Fleury, 1769)


Fé, História, Filosofia e Literatura

About this blog

Follow by Email

Seguidores

Archivo del blog