CATECISMO ACERCA DO PROTESTANTISMO DE 1856: NÃO HÁ E NEM PODE HAVER SANTOS ENTRE OS PROTESTANTES

"Entre os protestantes existem muitos que são bons e honrados, mas se trata de uma honradez e de uma probidade segundo o mundo. Contudo, repito que nem possuem e nem podem possuir Santo algum", diz o catecismo do Padre Juan Perrone, de 1856.


Clique para alargar e confira


Tradução:

Pergunta: Vamos, vamos, me parece que julgais aos protestantes com muita severidade; certamente há entre eles pessoas boas e honradas, e não poucos.

Resposta: Jamais foi negado que entre os protestantes existem muitos que são bons e honrados, mas se trata de honradez e probidade segundo o mundo. Contudo, repito que nem possuem e nem podem possuir santo algum. Porque em primeiro lugar, esta honradez e probidade tão decantadas,podem ser meramente naturais e filosóficas, como a de muitos pagãos e hereges dos tempos antigos: uma coisa é a probidade ou a vida virtuosa comum, e outra coisa muito distinta é a santidade no rigor da palavra. Concederei, sim, que se encontram entre os seus alguns homens virtuosos; mas Santos que hajam seguido constante e habitualmente o árduo caminho da virtude em grau heróico, e que os hajam seguido com facilidade e até com alegria, no meio das mais duras provas, e de toda a sorte de tentações, expostos às perseguições mais cruéis, feito objeto de contínuos desprezos, burlas e escárnios, recebendo a ingratidão como paga de seus benefícios, rogando a Deus por seus perseguidores, e oferecendo por eles, com toda humildade, penitências e padecimentos, e mortificando-se sem cessar; não meu amigo; destes Santos, volto a dizer, não possuem os protestantes e nem é possível que os tenham. Por outro lado, o Catolicismo os tivera em todas as épocas, em todas as partes, e de todas as idades e condições."

(Catecismo acerca del protestantismo para uso del pueblo. P. Juan Perrone, 1856, p. 116
)



http://books.google.com.br/books?id=pPupU8UQAfAC&printsec=frontcover&dq=catecismo++perrone#v=onepage&q=&f=false


Fé, História, Filosofia e Literatura

About this blog

Follow by Email

Seguidores

Archivo del blog