JORNAL DE 1923 FALA SOBRE A IRRUPÇÃO DA BARBÁRIE TRAZIDA PELOS INIMIGOS DA IGREJA

Clique para ler

Nascido em 13 de fevereiro de 1909, o Correio Riograndense colaborou e acompanhou o desenvolvimento do Sul do Brasil. Tornou-se um grande instrumento de evangelização nas mãos dos freis Capuchinhos do Rio Grande do Sul, pois através do jornal orientavam as comunidades em sua fé e na sua vida familiar, dando informações sobre agricultura, saúde, culinária, cultura geral e outros. A história do jornal inicia com o La Libertà, em 1909, editado pelo sacerdote diocesano Pe. Carmine Fasulo. Em 1910 é adquirido pelo colega Pe. Giovanni Fronchetti, que muda o nome para Il Colono Italiano e o transfere para Garibaldi, onde os capuchinhos haviam se instalado em 1896, vindos da Província da Sabóia. Em 1917 os capuchinhos assumem a edição do semanário e mudam o nome para La Staffetta Riograndense. Em 1921 a entidade civil dos capuchinhos adquire integralmente o jornal e suas oficinas. No contexto da II Guerra Mundial, em 1941, o nome é compulsoriamente traduzido para Correio Riograndense e a edição não pode mais conter línguas estrangeiras (parte era editado em italiano).


Fé, História, Filosofia e Literatura

About this blog

Follow by Email

Seguidores

Archivo del blog